Grupo B: Jogos disputados e definição para última rodada

Veja o panorama das seleções do Grupo B após a segunda rodada da Copa do Mundo
por
Allan Henrique dos Santos Freires
Gabriel Cordeiro
|
25/11/2022 - 12h

Irã x País de Gales

As seleções de Irã e País de Gales se enfrentaram na manhã desta sexta-feira, às 7h, no Ahmed Bin Ali Stadium, e travaram um emocionante duelo. As seleções tiveram alterações no time tirular em relação a primeira partida. O Irã iniciou com cinco jogadores diferentes em relação ao seu primeiro jogo, dentre eles Sardar Azmoun, do Bayer Leverkusen, recebeu oportunidade no ataque. Do lado de Gales, o atacante Kieffer Moore iniciou no lugar de Daniel James

O primeiro tempo foi de leve domínio dos persas, mas de poucas chances para ambos os lados e terminou empatado. Já na segunda etapa, as oportunidades começaram a ficar mais claras, com os asiáticos acertando a trave duas vezes em sequência.

Mas o jogo se incendiou de vez com a expulsão do goleiro Wayne Hennessey aos 41 minutos do segundo tempo, por parar um contra-ataque com uma falta firme. Após a expulsão, os galeses foram empurrados ainda mais para o campo de defesa, e o Irã cresceu no jogo até encontrar o primeiro gol com Rouzbeh Cheshmi de fora da área. 3 minutos depois a vantagem ampliou com o lateral Ramin Rezaeian em uma jogada de contra-ataque.

O resultado complicou a vide de Gales que vai precisar vencer a Inglaterra na última rodada, se quiser avançar. Pelo lado do Irã, a situação não é muito diferente, mas um empate contra os Estados Unidos pode assegurar a classificação dos persas.


 

Inglaterra x Estados Unidos

Com o jogo às 16h desta sexta-feira (25), a partida entre Inglaterra e Estados Unidos aconteceu no Al Bayt Stadium, e se mostrou um jogo travado do começo ao fim. Os ingleses repetiram a mesma escalação que saiu vitoriosa contra o Irã na primeira rodada, já os americanos mudaram Josh Sargent por Haji Wright no ataque. Além disso, vieram com uma formação diferente em relação ao último jogo, saindo do 4-3-3 para o 4-4-2.

A primeira etapa contou com algumas chances de perigo para cada lado, com destaque para a bola carimbada no travessão de Christian Pulisic. Superando as expectativas, a seleção dos Estados Unidos impôs uma pressão a seleção inglesa e frequentou mais o setor ofensivo do campo, sem criar muitas chances claras de gol. Do lado inglês, Mason Mount tentou com um chute da entrada da área que foi defendido pelo goleiro Matt Turner.

O segundo tempo foi abaixo da crítica para os dois lados. Sem muita inspiração, a seleção da Inglaterra encontrou dificuldades em furar uma defesa bem montada dos Estados Unidos. Enquanto isso, o americanos mostraram novamente uma queda de rendimento no segundo tempo e pouco assustaram os ingleses. Não teve jeito e o 0 a 0 permaneceu no placar.

 

Jude Bellingham England socks

Jogadores das seleções disputam a bola (Foto: Getty Images)

Situação do grupo

O grupo B segue sendo liderado pela Inglaterra, agora com 4 pontos, seguida do Irã com 3, os americanos ocupam a 3° colocação com dois pontos e o País de Gales amarga a lanterna com apenas um ponto.

As quatro equipes têm chances de se classificarem na próxima rodada. Para a Inglaterra basta um empate contra País de Gales - podendo se dar ao luxo de perder o jogo por até 5 a 0 por conta do critério do saldo de gols - ou uma vitória simples para garantir a primeira colocação.

A situação para os galeses já é mais complexa. Se Estados Unidos e Irã empatarem, uma vitória simples contra a Inglaterra dastaria para se classificar em segundo. Caso o Irã vença, a equipe de Gareth Bale também tem que vencer e tirar a diferença de saldo de gols vencendo a Inglaterra por, pelo menos, 6 a 0.

O jogo entre Estados Unidos e Irã é um jogo de vida ou morte para ambos. Os americanos se classificam com uma vitória, enquanto o Irã pode se classificar apenas com um empate - contando que Gales não vença a Inglaterra. Partida que já foi histórica na Copa de 98 por conta do “Jogo da Amizade”, Irã e Estados Unidos tem também contornos históricos e políticos.

A última rodada do grupo irá acontecer na próxima terça-feira (29), com os jogos simultâneos as 16h. No estádio Al Thumana acontece a partida entre Ira e Estados Unidos. O jogo entre País de Gales e Inglaterra acontece no Ahmed Bin Ali Stadium.

Irã x País de Gales

As seleções de Irã e País de Gales se enfrentaram na manhã desta sexta-feira, às 7h, no Ahmed Bin Ali Stadium, e travaram um emocionante duelo. As seleções tiveram alterações no time tirular em relação a primeira partida. O Irã iniciou com cinco jogadores diferentes em relação ao seu primeiro jogo, dentre eles Sardar Azmoun, do Bayer Leverkusen, recebeu oportunidade no ataque. Do lado de Gales, o atacante Kieffer Moore iniciou no lugar de Daniel James

O primeiro tempo foi de leve domínio dos persas, mas de poucas chances para ambos os lados e terminou empatado. Já na segunda etapa, as oportunidades começaram a ficar mais claras, com os asiáticos acertando a trave duas vezes em sequência.

Mas o jogo se incendiou de vez com a expulsão do goleiro Wayne Hennessey aos 41 minutos do segundo tempo, por parar um contra-ataque com uma falta firme. Após a expulsão, os galeses foram empurrados ainda mais para o campo de defesa, e o Irã cresceu no jogo até encontrar o primeiro gol com Rouzbeh Cheshmi de fora da área. 3 minutos depois a vantagem ampliou com o lateral Ramin Rezaeian em uma jogada de contra-ataque.

O resultado complicou a vide de Gales que vai precisar vencer a Inglaterra na última rodada, se quiser avançar. Pelo lado do Irã, a situação não é muito diferente, mas um empate contra os Estados Unidos pode assegurar a classificação dos persas.

Imagem mostra jogadores em comemoração

Jogadores iranianos comemoram vitória da seleção contra País de Gales (Foto: Fadel Senna/ AFP)

 

Inglaterra x Estados Unidos

Com o jogo às 16h desta sexta-feira (25), a partida entre Inglaterra e Estados Unidos aconteceu no Al Bayt Stadium, e se mostrou um jogo travado do começo ao fim. Os ingleses repetiram a mesma escalação que saiu vitoriosa contra o Irã na primeira rodada, já os americanos mudaram Josh Sargent por Haji Wright no ataque. Além disso, vieram com uma formação diferente em relação ao último jogo, saindo do 4-3-3 para o 4-4-2.

A primeira etapa contou com algumas chances de perigo para cada lado, com destaque para a bola carimbada no travessão de Christian Pulisic. Superando as expectativas, a seleção dos Estados Unidos impôs uma pressão a seleção inglesa e frequentou mais o setor ofensivo do campo, sem criar muitas chances claras de gol. Do lado inglês, Mason Mount tentou com um chute da entrada da área que foi defendido pelo goleiro Matt Turner.

O segundo tempo foi abaixo da crítica para os dois lados. Sem muita inspiração, a seleção da Inglaterra encontrou dificuldades em furar uma defesa bem montada dos Estados Unidos. Enquanto isso, o americanos mostraram novamente uma queda de rendimento no segundo tempo e pouco assustaram os ingleses. Não teve jeito e o 0 a 0 permaneceu no placar.